Carta para eu mesma 5 anos atrás:

14 de março de 2016

Um dia desses percebi que, o tempo passa ainda mais rápido do que eu imaginava.
Tudo aconteceu assim…
Estava eu conversando com uma certa pessoa que, a mais de cinco anos não conversava, quando nos demos conta disso.
Não sei como foi para ela, mas para mim, foi um baque e tanto. Mais de cinco anos. Quantas coisas fazemos em cinco anos? É tempo demais.
E depois de lembrar o tanto de coisas que fiz nesse tempo, comecei a me lembrar de quem eu era a cinco anos atrás.
Vocês se lembram? E se pudessem dizer algo, dar um recado  a você mesmo a cinco anos atrás, o que diria?
Pensando assim, resolvi escrever uma carta com 5 conselhos (um para cada ano que se passou) para eu mesma:
carta para eu mesma

Carol,
Posso te chamar assim já que ninguém no mundo tem mais intimidade com você que eu, não é mesmo?
Eu poderia te dar dicas simples, por exemplo deixar esse cabelo crescer ao invés de cortar tanto. Fazer mais tatuagens sim, porque de qualquer forma você vai fazer mesmo. Deixar um pouquinho de ser teimosa, mas só um pouquinho. Beber mais água. Corrigir sua postura (se fizer isso, te agradeço daqui a cinco anos). Fazer mais abdominais. E começar logo a usar um creme para rugas, sério, daqui a cinco anos você vai se arrepender disso.
Aliás, daqui a cinco anos você vai se arrepender de praticamente tudo o que está fazendo agora.
Eu falo sério, mas sei que você não vai acreditar. Você nunca acreditaria.
Então te dou os conselhos principais, os conselhos que você mais precisa ouvir.
Guarde com carinho, ou então a vida te ensinará da pior maneira. A escolha é sua.

confie no sexto sentido
Você ouve conselhos das pessoas erradas e ignora conselhos das pessoas certas.
Você tem mania de fazer tudo ao contrário, mas no fundo sabe exatamente o que fazer.
E porque não faz?
Você precisa ouvir seus próprios conselhos, e mais que isso, segui-los.
Só você sabe o que é melhor para você mesma, só você sabe do seu sonho, só você é capaz de correr atrás dos seus objetivos. Só você.
E só você é capaz de saber quem te faz bem, e quem vai te puxar o tapete logo logo.

alguma coisa nova
Pare com essa mania de achar pretextos para não ir em algum lugar, não fazer alguma coisa, apenas pare. Se você reparar bem, não é mãe, padrasto, irmã, amigos, namorado, escola, responsabilidades, nada disso. É você que se impede.
Quando você realmente quer alguma coisa, você consegue.
Então passe a querer mais coisas, fazer mais coisas, pare de se impedir.
Se joga, aproveite a vida.

desapego
Desapega das pessoas. É isso mesmo, desapega.
Você não precisa desses amigos, porque eles não precisam de você.
É triste dizer, mas daqui a 5 anos a maioria não será seu amigo.
Na verdade, desculpa te decepcionar, mas a maioria nunca foi.
Talvez, sabendo disso, você consiga perceber exatamente o que eles querem de você.
Mas, se não conseguir perceber, não priorize ninguém além de você mesma.

esqueça o medo
Eu sei que parece difícil, vai por mim, eu sei.
Eu sei que parece impossível ser independente aos 18 anos.
Mas não tenha medo de mudar de emprego, de mudar de casa, de ficar sozinha, de tropeçar enquanto corre atrás dos seus sonhos… e até de fazer um cartão de crédito.
Não tenha medo das pessoas que te querem mal, da inveja, da falta de compreensão.
Se você se arriscar agora, vai adiantar sua vida.
E quanto as pessoas… bom… o jogo vai virar.

não guarde sentimentos
Você vai quebrar a cara, meu bem. Vai chorar, vai sofrer, e daqui a cinco anos vai lembrar dessa fase como a fase que você pagou todos seus pecados.
Quer amenizar isso? Diga às pessoas como se sente.
Diga absolutamente tudo o que sente, sempre.
Daqui a cinco anos você vai descobrir que algumas pessoas sentiam o mesmo que você, e que tudo podia ser resolvido. Daqui a cinco anos você vai descobrir que para algumas pessoas nunca mais vai poder dizer o que sentiu, ou como se sentia. Daqui a cinco anos, sinto muito…

E uma dica extra, para todos os anos seguintes: feche a boqueira. ( e essa dica não é exatamente minha, mas você vai entender um dia).

Com carinho,
você um pouquinho mais velha.

 

 

 

 

 

 

 

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply Aline 29 de março de 2016 at 10:51 AM

    AHAHAH Legal. Adoreeei. Bjs

  • %d blogueiros gostam disto: